quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Roteiro de Sangue














(tube by Patry)
Roteiro de Sangue
[ceci agapinheiro]

Mergulho em mim mesma
e me deixo sangrar
e me faço tela virgem
onde o sangue que escorre
desenha um emaranhado
que não consigo decifrar
Assim desconfigurada
permaneço mistério e enigma
e me deixo trancafiar
na esperança de me
encontrar
Se alguém conseguir
os meus medos secretos
desvendar
Terei encontrado
a maneira de seguir em frente
no meu caminhar
Sem que precise estancar o sangue
Sem que precise desfazer a tela
Sem que precise apagar o traço
Fortaleza, 08 de janeiro de 2011

2 comentários:

  1. Novamente aconchegando seus versos em meu coração...Beijos com saudades.

    ResponderExcluir